Morre em João Pessoa o desembargador aposentado Manoel Paulino da Luz

Morreu nesta sexta-feira (19), em João Pessoa, o desembargador aposentado Manoel Paulino da Luz. O velório e sepultamento ocorrerão no cemitério Parque das Acácias.

A morte do desembargador foi comunicada pela Associação dos Magistrados da Paraíba (AMPB), nas redes sociais, onde lamenta mais uma perda irreparável para o Poder Judiciário paraibano.

“O desembargador Manoel Paulino da Luz nos deixou nesta sexta-feira”, diz a AMPB na nota. Não há informações sobre a causa da morte.

“Nos resta agora lamentar e apresentar votos de pesar a familiares e amigos, além de não deixar passar o exemplo da história de Manoel Paulino da Luz”, ressalta a associação.

Nascido em Araruna, o magistrado ingressou na carreira militar e só posteriormente formou-se em Direito, passando por várias comarcas do Estado como juiz. Iniciou sua carreira na Comarca de Conceição. Passou por Alagoa Nova, Princesa Isabel e Campina Grande, antes de chegar a João Pessoa, onde ocupou vários cargos na hierarquia do Poder Judiciário. Chegou à Corte em 2006, onde atuou até atingir a aposentadoria.

Parlamentopb

Tags

Assessoria

Com mais de 43 anos prestados à radiofonia paraibana, o radialista Cardivando de Oliveira iniciou a carreira em plena ditadura militar. Apresentador do programa BOM DIA PARAÍBA, na rádio Sanhauá, Cardivando é dono de uma audiência invejável.Cardivando Cavalcante de Oliveira, pessoense, radialista com mais de 50 anos prestados ao radialismo paraibano, iniciou a carreira no ano de 1964, em plena ditadura militar, no bairro da Torre, como locutor da Difusora Luso-brasileira, pertencente ao radialista Manoel Alexandre.Âncora do programa BOM DIA PARAÍBA, apresentado pela rádio Sanhauá, na freqüência AM 1.280, Cardivando foi o comunicador pioneiro, a colocar o ouvinte no ar através do telefone. No seu programa, são abordados diversos temas sempre com a participação do ouvinte. Dono de um estilo singular de fazer rádio, Cardivando de Oliveira é o criador do bordão: "Tu cai daí", ora utilizado por ele, sempre que um ouvinte comete um deslize, ou exagera num determinado comentário.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios