Wilson Braga morre com Coronavírus aos 88 anos e será sepultado pela manhã

O ex-governador da Paraíba, Wilson Leite Braga, morreu por volta das 23 horas deste domingo, 17, no Hospital Nossa Senhora das Neves, onde estava internado desde o dia 1ª de maio com sintomas de crise respiratória, depois confirmada como Covid-19. A informação foi dada pelo apresentador de TV Padre Albeni, amigo de Braga e também pelo neto do ex-governador, Thiago Braga. O cortejo para o sepultamento sairá às 7 horas do Hospital e seguirá para o Cemitério Parque das Acácias, onde o corpo do líder político será sepultado ao lado da esposa, Lúcia, que morreu também com Coronavírus no dia 8 deste mês.

Wilson Leite Braga nasceu em Conceição, no dia 18 de julho de 1931. Foi um advogado, empresário e político brasileiro.

Exerceu cargos de deputado estadual, federal, governador da Paraíba, vereador e prefeito de João Pessoa. Passou por várias agremiações partidárias, ARENA, PDS, PFL, PSDB, PMDB, PSB, PDT e PSD.

Antes de entrar na carreira política, foi líder estudantil na década de 50 com destaque na Casa do Estudante em João Pessoa e representante da UNE na Paraíba quando cursava Direito na Faculdade de Direito da Paraíba – atual UFPB. No ramo empresarial, Wilson Braga detinha o controle de emissoras de rádios no estado, como a Rádio Sanhauá de João Pessoa, Rádio Cidade FM de Piancó e Rádio Educadora de Conceição.

Neto lamenta – Em seu perfil nas redes sociais, Thiago Braga lamentou a morte do avô: “A Paraíba está de luto! O dia do adeus infelizmente chegou! Depois uma brava luta contra o covid 19, nosso eterno governador partiu para os braços do pai, lá se encontra agora com seu grande amor, minha vó Lúcia, com o seu xodó minha tia Patrícia e com o meu pai Marcelo. Hoje é dia de festa no céu, pois a família está reunida novamente. Aqui nos resta a saudades, a saudade de saber que nao iremos mais escutar suas brincadeiras, suas piadas, suas histórias (que não são poucas) e até mesmo de seus abusos. Escrevo essas palavras com as lágrimas no rosto, mas tenho a convicta certeza que o senhor encontrou a paz que tanto queria. Descanse vovô, descanse com a consciência tranquila, pois aqui na terra o senhor só praticou o bem! Tantas famílias que senhor ajudou, tantas pessoas que lhe são gratas… tantas histórias lindas de amor ao próximo, de empatia, de verdadeiramente fazer o bem sem olhar a quem… coisa que o mundo de hoje parece ter esquecido! Que lição de vida você nos deixa, não só para nós familiares, mas para todos aqueles que tiveram a mínima oportunidade de estar com vc, pois só de falar com você meu avô, já percebíamos a grandeza do seu coração! E que coração! Bateu forte pelo seu povo enquanto você respirou… Fica o legado de uma história que jamais a Paraíba esquecerá, legado que honrarei e darei continuidade! “

Nota de pesar – A Câmara e a Prefeitura de João Pessoa emitiram nota de pesar pelo falecimento de Braga:

A Mesa Diretora da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) expressa seu profundo pesar pelo falecimento do ex-governador da Paraíba Wilson Braga, aos 88 anos em decorrência de complicações causadas pela covid-19. O falecimento se deu no fim da noite deste domingo, 17.

Por sua relevância na política e sua importância para sociedade, a Câmara Municipal de João Pessoa lamenta a partida do ex-chefe do Executivo paraibano e transmite seus votos de solidariedade aos parentes, amigos e admiradores deste político.

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, lamentou o falecimento do ex-governador da Paraíba, Wilson Braga, mais uma vítima da Covid-19, assim como sua esposa, Lúcia Braga, falecida na última sexta-feira (8). Wilson Braga foi governador, prefeito da Capital, deputado federal e estadual, tendo uma vida histórica na política paraibana marcada pelo exercício de diversos mandatos populares.

“Wilson Braga partiu nos deixando um legado de lutas e serviços que marcaram a vida dos paraibanos. Ele teve uma vida marcada pelo trabalho político intenso, assumindo os mais diversos cargos públicos em todas as esferas de poder e, através dos quais, buscou deixar um legado para a história. Nossos profundos votos de pesar à família, amigos e milhares de paraibanos que hoje lamentam a sua perda. Desejamos força e serenidade para atravessar este momento de dor e luto”, afirmou.

Parlamentopb

Tags

Assessoria

Com mais de 43 anos prestados à radiofonia paraibana, o radialista Cardivando de Oliveira iniciou a carreira em plena ditadura militar. Apresentador do programa BOM DIA PARAÍBA, na rádio Sanhauá, Cardivando é dono de uma audiência invejável.Cardivando Cavalcante de Oliveira, pessoense, radialista com mais de 50 anos prestados ao radialismo paraibano, iniciou a carreira no ano de 1964, em plena ditadura militar, no bairro da Torre, como locutor da Difusora Luso-brasileira, pertencente ao radialista Manoel Alexandre.Âncora do programa BOM DIA PARAÍBA, apresentado pela rádio Sanhauá, na freqüência AM 1.280, Cardivando foi o comunicador pioneiro, a colocar o ouvinte no ar através do telefone. No seu programa, são abordados diversos temas sempre com a participação do ouvinte. Dono de um estilo singular de fazer rádio, Cardivando de Oliveira é o criador do bordão: "Tu cai daí", ora utilizado por ele, sempre que um ouvinte comete um deslize, ou exagera num determinado comentário.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios