CMJP aplaude Auto Esporte por conquista de título paraibano de futebol feminino

Também foi aprovado requerimento solicitando esclarecimentos à Federação Paraibana de Futebol (FPF) pelo não pagamento da premiação à equipe campeã

A Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) aprovou, na sessão ordinária desta terça-feira (10), Voto de Aplauso à equipe feminina de futebol Auto Esporte pela conquista do título paraibano de 2019, no último sábado (7). O requerimento foi de autoria da vereadora Sandra Marrocos (PSB), subscrito pelos demais vereadores.

O vereador Humberto Pontes (Avante) afirmou que é torcedor do time e foi ex-presidente do clube da seleção masculina. “Sou torcedor e fico feliz em ver o time feminino se destacando. Vocês são o orgulho de todos nós torcedores automobilísticos”, afirmou o parlamentar, se referindo às atletas presente nas galerias da Casa.

Para Marcos Henriques (PT), o futebol feminino precisa de mais investimentos. “Sei da dificuldade pela qual o futebol feminino passa, as meninas às vezes não tem dinheiro nem para o transporte. É necessário que haja mais investimentos, não só do governo municipal, como do estadual também. Parabenizo a equipe”, concluiu o vereador.

Bruno Farias (Cidadania) espera que o Auto Esporte possa motivar outras equipes no futebol feminino. O parlamentar ainda lamentou a situação do local onde foi disputada a final do campeonato. “É preciso que haja incentivo para que a equipe possa ser referência e exemplo para outras, e o investimento no futebol feminino seja uma realidade na Paraíba e no Brasil. Lamento a situação que estava o estádio da Graça durante a partida final, não estava à altura da prática do futebol. Peço providências à Prefeitura da Capital”, solicitou.

Lucas de Brito (PV) ressaltou a importância da CMJP se colocar à disposição do time para os novos desafios. “A mensagem que a Câmara quer passar é que a equipe pode contar com esse parlamento, não só nesse momento de celebração, mas nos desafios que virão pela frente. O poder público precisa ter compromisso permanente com o desporto paraibano para que suas vitórias continuem orgulhando o Estado, e que as dificuldades não sejam obstáculos para a vitória”, declarou.

“Ver o futebol feminino se destacando é gratificante. O que desejo é que todos os times tenham oportunidades iguais, principalmente de incentivos financeiros. Contem com a minha voz e com o mandato que represento”, afirmou Sandra Marrocos, autora do Voto de Aplauso.

A vereadora Eliza Virgínia (Progressistas) defendeu a luta pelas mulheres cis no esporte feminino. O vereador Carlão (DC) afirmou que estava torcendo para o time adversário ao Auto Esporte, o Mixto-PB, mas que a competição foi leal e o Voto de Aplauso merecido. Sérgio da Sac (Solidariedade) parabenizou não só o time campeão, mas todos os times que conseguiram jogar o campeonato paraibano. Tibério Limeira destacou que a vitória conquistada pelo Auto Esporte é extremamente importante, diante das dificuldades enfrentadas, e leva a Paraíba para o campeonato nacional.

Vereadora cobra pagamento de premiação

Sandra Marrocos ainda recebeu aprovação para requerimento solicitando esclarecimentos da presidenta da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Michelle Ramalho, a respeito do não pagamento do prêmio referente ao campeonato paraibano de futebol feminino. Segundo a parlamentar, ano passado o pagamento para o time masculino foi no valor de R$ 90 mil e para o feminino de R$ 8 mil.

“Quero crer que o não pagamento foi um mal entendido e que a premiação será feita. Enviei ofício para a FPF solicitando uma audiência, amanhã à tarde, para discutir o assunto. Nós não aceitaremos essa discrepância entre os prêmios do ano passado. Esse ano está muito pior, porque nem o pagamento foi feito. Nós não vamos aceitar o calote nas mulheres”, enfatizou Sandra Marrocos, citando emenda de sua autoria para o futebol feminino no valor de R$ 100 mil.

O vereador Humberto Pontes também espera que seja um ‘mal entendido’. “É inaceitável esse preconceito e discriminação com o Auto Esporte. Faço questão de fazer parte da audiência com a presidente da federação, e quero crer que tenha sido um mal entendido para que seja garantida a premiação da equipe”, declarou.

Tags

Assessoria

Com mais de 43 anos prestados à radiofonia paraibana, o radialista Cardivando de Oliveira iniciou a carreira em plena ditadura militar. Apresentador do programa BOM DIA PARAÍBA, na rádio Sanhauá, Cardivando é dono de uma audiência invejável.Cardivando Cavalcante de Oliveira, pessoense, radialista com mais de 50 anos prestados ao radialismo paraibano, iniciou a carreira no ano de 1964, em plena ditadura militar, no bairro da Torre, como locutor da Difusora Luso-brasileira, pertencente ao radialista Manoel Alexandre.Âncora do programa BOM DIA PARAÍBA, apresentado pela rádio Sanhauá, na freqüência AM 1.280, Cardivando foi o comunicador pioneiro, a colocar o ouvinte no ar através do telefone. No seu programa, são abordados diversos temas sempre com a participação do ouvinte. Dono de um estilo singular de fazer rádio, Cardivando de Oliveira é o criador do bordão: "Tu cai daí", ora utilizado por ele, sempre que um ouvinte comete um deslize, ou exagera num determinado comentário.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios