Luciano Cartaxo e arcebispo da Paraíba discutem parcerias e desenvolvimento de projetos para o Centro Histórico e Cultural São Francisco

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, participou de reunião na Arquidiocese da Paraíba, nesta terça-feira (12), com o arcebispo Metropolitano, Dom Manoel Delson, para estudo de parcerias voltadas principalmente para educação, cultura e segurança, tendo como foco o conjunto arquitetônico das igrejas da região do Centro Histórico da Capital.

Durante a conversa foi celebrado o relacionamento próximo entre a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) e a Arquidiocese da Paraíba, considerando tanto os eventos religiosos como o apoio da Prefeitura à Romaria da Penha, cujo trajeto recebeu nova iluminação em LED e a requalificação da Avenida Pedro II, tornando o percurso mais seguro para os fiéis que desejam demonstrar sua fé, como também em eventos realizados pela gestão municipal, como o Festival Internacional de Música Clássica, que acontece no Centro Histórico de João Pessoa, tendo igrejas como palco para os concertos.

“Temos uma gestão humanizada e a visita de hoje é para celebrar a parceria importante entre a Prefeitura e Arquidiocese. Nos próximos dias estaremos retomando as obras do Conventinho, onde será a futura Biblioteca Municipal, além de já poder atender algumas demandas solicitadas por Dom Delson. Aproveitei a oportunidade para convidá-lo a conhecer as intervenções que estamos fazendo na região, como na Comunidade do ‘S’, onde estaremos construindo mais de 400 unidades habitacionais, entregando moradia digna àquelas famílias”, completou Luciano Cartaxo.

Um dos pontos principais da reunião foi o Centro Cultural São Francisco, onde foi proposto um convênio para ajudar com as obras de reforma do conjunto arquitetônico, além da solicitação de apoio para segurança no período da noite, que foi prontamente atendida pelo prefeito, disponibilizando guardas municipais para ajudar na preservação do patrimônio histórico.

O arcebispo destacou a visita e o trabalho da Prefeitura Municipal para revitalização do Centro Histórico de João Pessoa. “Muito importante este encontro. Há necessidade do diálogo, de parcerias. Foi muito boa a conversa, muito produtiva em relação àquilo que a Prefeitura vem realizando no Centro da Capital, também uma atenção voltada para nosso Centro Cultural. Tratamos de assuntos de interesse tanto da Arquidiocese quanto da Prefeitura e fico muito satisfeito pela visita, almejando que tenhamos outros momentos como esse para afinar o diálogo, sempre. Este é o caminho”, reforçou Dom Delson.

O encontro também foi uma oportunidade para esclarecer o mal entendido sobre a distribuição de sopas na Praça João Pessoa. O prefeito explicou com mais detalhes a situação da praça e o projeto que existe para revitalização do espaço, além de reforçar a oferta do Restaurante Popular da Lagoa, como também do Centro POP e qualquer outro equipamento municipal, para que os grupos e pastorais realizem a distribuição de alimento para a população em situação de rua.

Participaram também da reunião as secretarias de Desenvolvimento Social, Educação; Gestão Governamental e Articulação Política, além de auxiliares do arcebispo.

Tags

Assessoria

Com mais de 43 anos prestados à radiofonia paraibana, o radialista Cardivando de Oliveira iniciou a carreira em plena ditadura militar. Apresentador do programa BOM DIA PARAÍBA, na rádio Sanhauá, Cardivando é dono de uma audiência invejável.Cardivando Cavalcante de Oliveira, pessoense, radialista com mais de 50 anos prestados ao radialismo paraibano, iniciou a carreira no ano de 1964, em plena ditadura militar, no bairro da Torre, como locutor da Difusora Luso-brasileira, pertencente ao radialista Manoel Alexandre.Âncora do programa BOM DIA PARAÍBA, apresentado pela rádio Sanhauá, na freqüência AM 1.280, Cardivando foi o comunicador pioneiro, a colocar o ouvinte no ar através do telefone. No seu programa, são abordados diversos temas sempre com a participação do ouvinte. Dono de um estilo singular de fazer rádio, Cardivando de Oliveira é o criador do bordão: "Tu cai daí", ora utilizado por ele, sempre que um ouvinte comete um deslize, ou exagera num determinado comentário.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios