Escola do Legislativo debate parceria com MPPB para receber estudantes do Aprendiz de Vereador

A ideia é que sejam realizadas visitas guiadas aos estudantes, nos moldes do que já ocorre no TCE e no TRE-PB

Os estudantes do programa de estágio-visita Aprendiz de Vereador ganharão, em breve, mais uma atividade dentro do projeto realizado pela Escola do Legislativo Professor Celso Furtado, da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP). Nesta terça-feira (05), uma reunião entre representantes do Legislativo Pessoense e do Ministério Público da Paraíba (MPPB) tratou sobre uma parceria entre as instituições.

O encontrou contou com a presença do diretor e do presidente da Escola do Legislativo, vereador Lucas de Brito (PV) e Paulo Eduardo de Sá Barreto, respectivamente; e das representantes do Centro de Estudos e Apoio Funcional do MPPB, promotora Renata Carvalho da Luz, coordenadora, e Silvana Ramos, assessora de apoio. Em ofício encaminhado ao órgão, a CMJP solicitou a realização de visitas guiadas aos estudantes, nos moldes do que já ocorre no Tribunal de Contas do Estado (TCE) e no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB).

“A reunião de hoje foi para apresentar o programa e debater como serão realizadas as visitas. De outra parte, o Ministério Público pôde explicar como poderia proceder nas visitas, já que há muitas atribuições e promotorias no órgão”, explicou Paulo Eduardo. Ao final do encontro, ficou acertado que o tema será discutido internamente no MPPB para, posteriormente, ser agendado o dia em que os servidores poderão palestrar e receber os estudantes.

“Estamos cumprindo aquilo que foi prometido quando assumimos a gestão da Escola do Legislativo, que é ampliar o quadro de programas e as atividades desempenhadas por ela”, destacou Lucas de Brito. A expectativa é que a segunda turma deste semestre do Aprendiz de Vereador, que começa suas atividades nesta semana, possa, até o final do estágio, visitar o Ministério Público.

As atividades para esta segunda turma ocorrerão de 7 de novembro a 2 de dezembro. Ao todo, serão 60 horas de práticas, sendo 12 horas-aula de palestras e visitas guiadas, além de 48 horas cumpridas sob supervisão de gabinete parlamentar.

Tags

Assessoria

Com mais de 43 anos prestados à radiofonia paraibana, o radialista Cardivando de Oliveira iniciou a carreira em plena ditadura militar. Apresentador do programa BOM DIA PARAÍBA, na rádio Sanhauá, Cardivando é dono de uma audiência invejável.Cardivando Cavalcante de Oliveira, pessoense, radialista com mais de 50 anos prestados ao radialismo paraibano, iniciou a carreira no ano de 1964, em plena ditadura militar, no bairro da Torre, como locutor da Difusora Luso-brasileira, pertencente ao radialista Manoel Alexandre.Âncora do programa BOM DIA PARAÍBA, apresentado pela rádio Sanhauá, na freqüência AM 1.280, Cardivando foi o comunicador pioneiro, a colocar o ouvinte no ar através do telefone. No seu programa, são abordados diversos temas sempre com a participação do ouvinte. Dono de um estilo singular de fazer rádio, Cardivando de Oliveira é o criador do bordão: "Tu cai daí", ora utilizado por ele, sempre que um ouvinte comete um deslize, ou exagera num determinado comentário.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios