Audiovisual paraibano: conquista de prêmios rende elogios na CMJP

Tibério Limeira (PSB) afirmou que segmento vive sua melhor fase e ressaltou a necessidade de uma política de fomento sistemático para a cultura em João Pessoa e na Paraíba

Da tribuna da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), na sessão ordinária desta quinta-feira (31), o vereador Tibério Limeira (PSB) fez uma homenagem à produção audiovisual da Capital paraibana e seus principais representantes, premiados no Brasil e no exterior. O parlamentar também ressaltou a necessidade de uma política de fomento sistemático para a cultura em João Pessoa e na Paraíba.

“Vamos saudar e celebrar a produção audiovisual de nossa cidade e de nosso estado. Diversas obras cinematográficas, atores e atrizes estão sendo premiados no Brasil e no exterior. Parabenizamos a captação do audiovisual, que vem se desenvolvendo em nossa cidade. O audiovisual de João Pessoa vive sua melhor fase e vem conquistando prêmios em diversos festivais dentro e fora do país”, evidenciou o vereador.

Tibério Limeira destacou as seguintes obras e artistas: o filme ‘A Noite Amarela’, de Ramon Porto Mota, lançado no Festival de Amsterdã, na Holanda, que ganhou o prêmio de melhor diretor no Brooklyn Horror Film Festival, em Nova Iorque; a obra cinematográfica ‘Ambiente Familiar’, dirigida por Torquato Joel, com atuação das paraibanas Marcélia Cartaxo, Zezita Mota e Soia Lira; ‘A Princesa de Elyma’, primeiro longa de animação, em computação gráfica, feito na Paraíba, dirigido e roteirizado por Sílvio Toledo.

Outro destaque celebrado pelo parlamentar foi a participação e premiação de diversas obras cinematográficas paraibanas no Los Angeles Brazilian Film Festival, como o longa Rebento, do diretor paraibano André Morais, com atuação da paraibana Ingrid Trigueiro, também exibido na Índia e na Europa; o documentário ‘Essência’, produzido pela TV Câmara de João Pessoa; e os curta metragens ‘Deus não Acredita em Máquinas’, de Ely Marques; ‘Bodas de Aruanda’, de Chico Salles; e ‘Crua’, de Diego Lima. O Los Angeles Brazilian Film Festival ainda homenageou a atriz paraibana Marcélia Cartaxo, protagonista do longa ‘Pacarrente’ e ganhadora do prêmio Kikito de melhor atriz, no Festival de Gramado. Essa obra também teve premiada outra atriz paraibana, que recebeu o Kikito de melhor atriz coadjuvante, Soia Lira.

O socialista ainda destacou o curta metragem ‘A Ética das Hienas’, primeiro curta do diretor Rodolpho de Barros, também autor do roteiro, que tem no elenco Marcélia Cartaxo, Servilio de Holanda, Fernando Teixeira, Suzy Lopes, Daniel Porpino e Tavinho Teixeira, atores e atrizes paraibanos. O filme foi premiado no 47º Festival de Cinema de Gramado, com o Kikito de Melhor Fotografia.

Outra obra destacada pelo vereador foi o documentário ‘Seu Amor de Volta’, dirigido e roteirizado pelo paraibano Bertrand Lira, pelo qual Marcélia Cartaxo ganhou como Melhor Atriz; Betrand Lira, Melhor Direção e Melhor Roteiro; e William Muniz ganhou Menção Honrosa por sua atuação, no 26º Festival de Vitória.

“Pra mim,o melhor filme do ano de 2019 é Bacurau, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, que traz seis atores e atrizes paraibanos. Nos orgulha bastante esses atores e atrizes participando de uma obra que conquistou o Prêmio do Júri no Festival de Cannes 2019, na França. É muito engrandecedor e dá muito orgulho essa projeção de nossos artistas e nossa produção audiovisual”, confidenciou o vereador, que fez questão de nominar os artistas participantes da obra : Buda Lira, Dani Barbosa, Ingrid Trigueiro, Jamila Facury, Suzy Lopes e Thardely Lima.

Parlamentar solicita mais incetivos

“Apesar dessa celebração e homenagem à nossa produção audiovisual, precisamos enfatizar que existem desafios. Há uma tentativa de desmonte da nossa Agência Nacional do Cinema (Ancine), e o Ministério da Cultura já foi instinto e incorporado em outra pasta, perdendo sua força. Existe o grande desafio de obter financiamento sistemático para nossa cultura. Não há política de incentivo para o audiovisual”, revelou o vereador.

Tibério Limeira ressaltou que conseguiu discutir na CMJP uma reformulação do Fundo Municipal de Cultura de João Pessoa, e que o projeto de lei já está finalizado e pronto para seguir para votação. Segundo o parlamentar, o Fundo servirá como um dos mecanismos para fortalecer as políticas de fomento à cultura na Capital.

“João Pessoa precisa ganhar ares de modernidade, pois nossos estados vizinhos estão avançando na área da cultura. Já enviei ao governador do nosso estado, João Azevedo (PSB), uma proposta de reformulação do Fundo de Incentivo à Cultura (FIC) Augusto dos Anjos para atualizar a peça, adequando-a aos nossos dias. Também elaborei uma Indicação ao Executivo Municipal sugerindo a isenção de impostos e tributos às empresas que incentivarem o cinema da cidade. Acreditamos na cultura de nossa cidade e de nosso estado”, comentou o parlamentar.

O vereador ainda ressaltou que um grupo de artistas paraibanos elaborou uma carta, destinada ao Governo do Estado da Paraíba, para reivindicar mais investimentos para a cultura, diante da elaboração da LOA 2020, que será votada em breve na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB). A carta é assinada por Bertrand Lira, Buda Lira, Zezita Matos, Marcélia Cartaxo, Soia Lira e João Costa. “Essa é uma luta para colocar a cultura como pauta prioritária. Investimentos na cultura e na economia criativa impulsionam a economia e o turismo, e contribuem para o desenvolvimento da cidade e do estado. Um salve aos nossos artistas, que estão engrandecendo nossas obras audiovisuais, chegando em altos patamares nunca antes alcançados”, festejou.

Tags

Assessoria

Com mais de 43 anos prestados à radiofonia paraibana, o radialista Cardivando de Oliveira iniciou a carreira em plena ditadura militar. Apresentador do programa BOM DIA PARAÍBA, na rádio Sanhauá, Cardivando é dono de uma audiência invejável.Cardivando Cavalcante de Oliveira, pessoense, radialista com mais de 50 anos prestados ao radialismo paraibano, iniciou a carreira no ano de 1964, em plena ditadura militar, no bairro da Torre, como locutor da Difusora Luso-brasileira, pertencente ao radialista Manoel Alexandre.Âncora do programa BOM DIA PARAÍBA, apresentado pela rádio Sanhauá, na freqüência AM 1.280, Cardivando foi o comunicador pioneiro, a colocar o ouvinte no ar através do telefone. No seu programa, são abordados diversos temas sempre com a participação do ouvinte. Dono de um estilo singular de fazer rádio, Cardivando de Oliveira é o criador do bordão: "Tu cai daí", ora utilizado por ele, sempre que um ouvinte comete um deslize, ou exagera num determinado comentário.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios